"Incerteza económica." Amazon vai cortar mais nove mil empregos, total já é de 27 mil

Empresa justifica os cortes - que incidem principalmente sobre a AWS, os recursos humanos, a publicidade e a Twitch - com a "incerteza económica".

A Amazon vai cortar nove mil postos de trabalho adicionais, além dos 18 mil que tinha anunciado em janeiro, indicou o diretor-geral, Andy Jassy, numa carta enviada às equipas e publicada no site do grupo norte-americano.

Trata-se de um novo episódio na redução de postos de trabalho que está em curso no setor tecnológico.

Os empregos que vão ser eliminados afetam essencialmente a atividade informática à distância (cloud) Amazon Web Services (AWS), o departamento dedicado à gestão de recursos humanos, efetivos que trabalham em publicidade e na plataforma de vídeo Twitch, precisou Jassy.

Os despedimentos anunciados desde o início do ano (27 mil no total) representam cerca de 1,7% dos trabalhadores da Amazon, que contava 1,54 milhões de empregados em todo o mundo no final de 2022.

Andy Jassy justificou esta segunda vaga de cortes no emprego com o facto de a análise ser mais demorada em alguns departamentos, mas faz parte da mesma iniciativa de redução de custos iniciada no outono.

"Dada a incerteza económica e a falta de visibilidade sobre o futuro próximo, decidimos reduzir os nossos custos e a nossa mão de obra", afirmou Jassy, que sucedeu ao fundador do grupo, Jeff Bezos, em julho de 2021.

O grupo registou no quarto trimestre de 2022 uma queda de 98% no seu lucro líquido.

Desde finais de 2019 até ao fim de 2022, a Amazon recrutou 700 mil pessoas, aumentando em 83% o número de empregados.

O fim dos confinamentos abrandou a trajetória do grupo, que tinha crescido bastante com a aceleração do comércio online durante a pandemia de Covid-19.

O ciclo de aperto monetário iniciado há um ano pelo banco central norte-americano, que subiu bastante as taxas de juro, também tem afetado o setor tecnológico devido às significativas necessidades de financiamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de