Apple Pay chegou a Portugal. Aprenda a usá-lo

Demorou anos, mas o Apple Pay finalmente chegou a Portugal. Na prática é um serviço que permite aos utilizadores de iPhone, por exemplo, usarem o seu telemóvel para pagarem coisas como a conta no supermercado. Em vez do cartão, o que se usa é o telefone.

Por enquanto, e no que diz respeito aos bancos tradicionais, apenas a Caixa de Crédito Agrícola é compatível com o sistema. No entanto, a Mastercard e a Visa estão por trás desta novidade a nível nacional... e assim, é natural que em breve chegue a cartões de mais bancos portugueses.

Quem não precisa de esperar é quem tem uma conta com o Revolut ou o N26. Aí, os pagamentos via Apple já estão a funcionar.

E ativar o Apple Pay nos telemóveis é bem simples. O primeiro passo é abrir a app. Chama-se Wallet, ou Carteira. Se já houver um cartão ligado ao iTunes ou à App Store, a configuração pode ser automática, caso contrário duas hipóteses: ou se tira uma foto do cartão e o iPhone trata de tudo, ou então, há que inserir os dados à mão. Tanto faz.

Depois é com o banco. Normalmente as instituições bancárias enviam um SMS para verificar o cartão e para assegurar que todo o processo está conforme. Terminado esse passo, está tudo pronto.

Já nas lojas, antes de pagar convém perguntar se aceitam pagamentos contactless. Se sim, o resto é fácil. Na altura do pagamento é só pôr um dedo em cima do leitor de impressões digitais, encostar o telemóvel ao terminal de pagamentos e já está. Também funciona com o FaceID.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de