Três mil milhões de contas falsas retiradas do Facebook entre outubro e março

Mais de 99% das contas recentes foram anuladas antes de serem reportadas.

A rede social Facebook retirou mais de três mil milhões de contas falsas entre outubro e março, duas vezes mais que nos seis meses anteriores, referiu hoje a empresa.

Cerca de metade foram detetadas antes de se tornarem utilizadores "ativos" da rede social.

No entanto, o Facebook não indicou quantas contas falsas permanecem por detetar. Desta forma, falta esclarecer se o Facebook melhorou o seu método para de deteção de contas, se o problema está a agravar-se, ou ambas as situações.

O aumento das eliminações demonstra os desafios que o Facebook enfrenta na remoção de contas criadas por computadores que aumentam o 'spam', as 'fake news' e outro material indesejável. E quanto mais eficazes se tornam as ferramentas de deteção do Facebook, mais esforços estão a ser desenvolvidos pelos criadores destas contas falsas.

Este número foi divulgado quando a empresa se confronta com sucessivos desafios, das 'fake news' ao desempenho do Facebook em ingerências eleitorais, discurso do ódio e incitamento à violência nos Estados Unidos, Birmânia, Índia e em outros países.

O Facebook emprega milhares de pessoas que visualizam mensagens ('posts'), fotos, comentários e vídeos passíveis de serem considerados impróprios. Alguns são detetados apenas com utilização de inteligência artificial (IA), sem envolvimento humano.

No entanto, os humanos e a IA cometem erros, e o Facebook tem sido acusado de favorecimento político e de, por exemplo, retirar indevidamente páginas que discutem a questão do racismo, mas sem o promover.

Mais de 99% das contas recentes foram anuladas antes de serem indicadas por terceiros à empresa.

O Facebook assegura que a maioria das contas falsas foram bloqueadas "minutos" após serem criadas. Entre abril e setembro de 2018 a empresa diz ter bloqueado 1,5 mil milhões de contas.

O Facebook regista 2,4 mil milhões de utilizadores ativos por mês e a maioria das contas retiradas não se incluem neste número. No entanto, a empresa considera que 5% destes utilizadores ativos mensais são falsos.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de