Samsung adia "sine die" o lançamento do Galaxy Fold

Quem ia comprar o primeiro smartphone com ecrã dobrável da Samsung livrou-se de boa. É a prova de que os testes em laboratório não chegam para simular o mundo real.

Após as notícias da semana passada, em que ficava claro que o lançamento do primeiro smartphone dobrável da Samsung ia dar problemas, a fabricante decidiu "adiar o lançamento do Galaxy Fold".

Alguns dos equipamentos enviados a jornalistas avariaram nas primeiras 24 horas de utilização. A marca coreana demorou a responder a sério. A resposta chegou, em forma de comunicado, ao final da tarde desta segunda-feira. "Para avaliar as reações e com o objetivo de realizar mais testes ao equipamento, decidimos adiar o lançamento do Galaxy Fold", admite a Samsung.

Poucas semanas antes da data marcada para o lançamento, a marca sul-coreana gabava-se que o ecrã dobrável do Fold tinha sido testado até à exaustão. Em laboratório, claro.

Um adiamento sem data ainda marcada para terminar. Nas próximas semanas irá ser revelada a nova data de lançamento, diz ainda a fabricante.

De acordo com o texto enviado às redações "uma primeira análise às questões reportadas sobre o ecrã revelou que os problemas podem estar relacionados com as áreas expostas da dobradiça. Vão ser tomar medidas para reforçar a proteção da tela interna.

Esse era um dos problemas. Mas havia um outro, igualmente preocupante. Alguns dos reviewers retiraram uma película pensando que se tratava de uma proteção ao ecrã que não seria necessária. Engano. O equipamento deixou rapidamente de funcionar. Neste caso, a Samsung promete "melhorar as recomendações sobre o cuidado" que se deve ter com a tela.

Não era difícil antever que a Samsung se preparava para enfrentar uma monumental montanha de problemas. Hoje em dia ninguém quer tratar um telemóvel como se fosse um bebé e a julgar pelas primeiras impressões seria assim que os utilizadores do Galaxy Fold teriam de agir para evitar problemas e avarias. O adiamento do lançamento parece ser o menor dos males que a Samsung tinha pela frente.

Resta saber quando é que o equipamento será de facto posto à venda. Se é que vai.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de