Um asteroide gigante vai passar pela Terra e está a unir cientistas de todo o mundo

É em 2029 que o asteroide Apophis vai passar perto da Terra. Um fenómeno raro, mas que não deverá trazer perigo ao planeta. No entanto, os cientistas querem saber precaver perigos futuros e debater o que fazer se um asteroide colidir, de facto, com a Terra.

Vai ser um momento raro, possível de ser visto (com muito detalhe) ao telescópio e até a olho nu. Dentro de 10 anos, um asteroide gigante (de cerca de 335 metros de largura) vai passar junto ao planeta Terra.

Chama-se 99942 Apophis - a designação grega para um deus egípcio, conhecido como "o Lorde do Caos", que tenta engolir o sol.

Apesar do nome do asteroide profetizar um destino assustador, não há motivos para preocupação. Contrariamente ao que os cientistas pensaram inicialmente quando o asteroide foi avistado, em dezembro de 2004, o Apophis não irá chocar contra a Terra. Os cálculos feitos pela NASA estimam que o grande asteroide passa a uma distância de cerca de 35 mil quilómetros do nosso planeta.

"Quando o asteroide passar sobre o oceano Atlântico, o seu rasto transformar-se-á de cor vermelha para cinzenta - esse será o momento em que estará mais próximo da Terra. Depois, o asteroide deixará de ser visível", explica a NASA.

Apesar de, para já, o planeta estar livre de perigo, os cientistas querem estudar o eventual cenário de um asteroide realmente colidir com a Terra e perceber que mecanismos de defesa podem ser ativados.

"O Apophis é representativo de cerca de 2 mil asteroides potencialmente perigosos que existem atualmente", afirmou Paul Chodas, diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra, citado pela CNN . "Ao observar a passagem do Apophis, vamos recolher conhecimento científico importante que, um dia, poderá ser útil para a defesa planetária."

A passagem do asteroide vai ser o tema em destaque, esta semana, na Conferência para a Defesa Planetária, em College Park, no estado do Maryland, nos Estados Unidos da América. Várias agências internacionais vão juntar-se para discutir a descoberta e o estudo de objetos que passem perto do planeta Terra.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de