Já experimentámos o sistema operativo da Huawei, o rival do Android

O Huawei Watch 3 vai ser o primeiro equipamento a chegar a Portugal com o Harmony OS, o novo sistema operativo da Huawei.

Neste relógio inteligente há uma série de novidades face à geração anterior. A primeira, é a inclusão da tecnologia eSIM. É ela que, depois de configurada, transforma o smartwatch numa espécie de telemóvel.

Passa a ser possível receber e fazer telefonemas, mesmo que o telemóvel tenha ficado em casa, ou sem bateria.

Ainda no "hardware" outra novidade trazida pelo Watch 3 é o sensor que mede a temperatura da pele.

Mas claro que aquilo que mais interessa neste equipamento é o sistema operativo sobre o qual ele funciona. É uma estreia mundial.

Com o apertar do cerco norte-americano a Huawei viu-se forçada a desenvolver um sistema operativo. Note-se é que não o terá feito do zero, uma vez que o HarmonyOS foi (tudo indica) criado a partir do Android.

Tanto assim que, em teoria, quem instalar uma app desenvolvida para o Android num equipamento com HarmonyOS, ela funciona. Em teoria, sublinhe-se.

Sublinhe-se também que a Huawei ainda não confirmou estas informações que foram avançadas pelo site Ars Technica.

Seja como for, talvez isso explique que, neste relógio, a experiência do utilizador não seja assim tão diferente face ao antecessor. Há algumas novidades ao nível gráfico, mas nada de muito fundamental.

De facto, a grande novidade é trazida pela aplicação App Gallery. Esta é uma ferramenta que, à semelhança do que acontece com os smartphones Huawei, permite que se instalem apps no smartphone. É o primeiro das Huawei a ter essa hipótese.

Quanto à variedade de aplicações disponíveis... ela é muito reduzida.

Conheça o Huawei Watch 3 e o HarmonyOS em maior pormenor no vídeo acima.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de