NASA revela fotografia inédita de Vénus

Imagem captada pela sonda Parker apanhou a equipa da NASA de surpresa.

Apesar de se dedicar ao estudo do Sol, a sonda Parker, da NASA, captou Vénus num ângulo inédito, numa fotografia que surpreendeu os especialistas.

A imagem divulgada esta quarta-feira pela NASA foi captada no dia 11 de julho de 2020, a uma distância de 12.380,603 quilómetros de Vénus, numa das suas várias aproximações ao planeta durante a missão para estudar o Sol.

"A sonda passa por Vénus um total de sete vezes ao longo dos sete anos de duração da missão, usando a gravidade do planeta para contornar a órbita da sonda. Essas assistências gravitacionais de Vénus permitem que a sonda Parker voe cada vez mais perto do Sol, na sua missão de estudar a dinâmica do vento solar perto de sua fonte", explica a NASA na sua página oficial.

Na imagem são visíveis a superfície do planeta - incluindo Aphrodite Terra, a maior das regiões elevadas de Vénus (com um tamanho equivale ao da América do Sul) e ainda uma luz que a NASA classifica como "nightglow", ou seja, "luz emitida por átomos de oxigénio no alto da atmosfera que se recombinam em moléculas no lado noturno".​

A imagem "apanhou de surpresa" a equipa responsável por analisar as fotografias da sonda, conta a NASA.

WISPR é adaptado e testado para observações de luz visível. Esperávamos ver nuvens, mas a câmara apontou diretamente para a superfície" de Vénus, disse Angelos Vourlidas, do Laboratório de Física Aplicada JohnsHopkins .

Ao mostrar escurecida a zona montanhosa da Aphrodite Terra, um local mais frio devido à altitude, a sonda "capturou efetivamente a emissão térmica da superfície" do planeta, complementa o astrofísico Brian Wood.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de