Nave de carga atraca na estação espacial chinesa para preparar chegada de tripulação

A Tianzhou-4 transportou mantimentos para a estadia de seis meses da tripulação, juntamente com equipamentos de pesquisa e peças sobresselentes.

Uma nave espacial de carga chinesa atracou esta terça-feira na estação espacial em construção da China, visando preparar a chegada de uma nova tripulação, composta por três pessoas.

A nave Tianzhou-4 foi lançada para o espaço na madrugada desta terça-feira na China, a partir da Base de Lançamento de Wenchang, na província insular de Hainan, extremo sul do país.

A imprensa estatal disse que a nave atracou sete horas depois e que levou suprimentos para a estadia de seis meses da tripulação, juntamente com equipamentos de pesquisa e peças sobresselentes, para a manutenção da estação.

A última tripulação retornou à Terra, no mês passado, após passar seis meses na estação, na missão espacial mais longa da China até à data.

A China pretende terminar a construção da estação este ano com a adição de dois módulos de laboratório em julho e outubro para conectar com o módulo Tianhe, que foi lançado em abril de 2021.

O programa espacial chinês lançou o primeiro astronauta em órbita em 2003, tornando a China o terceiro país a fazê-lo, usando os próprios recursos, depois da antiga União Soviética e dos Estados Unidos.

O país pousou sondas na lua e em Marte.

As autoridades discutiram uma possível missão tripulada à lua.

O governo anunciou em 2020 que a primeira nave reutilizável da China tinha pousado após um voo teste, mas nenhuma foto ou detalhes foram divulgados.

A China está excluída da Estação Espacial Internacional, devido ao desconforto dos EUA de que o programa espacial seja administrado pela ala militar do Partido Comunista Chinês, o Exército de Libertação Popular.

A missão tripulada Shenzhou-14 deve ser lançada no próximo mês para uma estadia de seis meses. No final dessa missão, mais três astronautas partirão, por mais seis meses, com as duas tripulações sobrepostas por um período entre três e cinco dias, marcando a primeira vez que a estação tem seis pessoas a bordo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de