O iPhone de 2021 poderá ser radicalmente diferente. Conheça o que aí vem

É natural que passados alguns meses sobre o lançamento de um iPhone comecem a surgir rumores sobre o modelo seguinte. Mas o que acaba de acontecer é algo diferente.

Ming-Chi Kuo, um famoso analista de mercados, um homem que habitualmente acerta nas suas previsões sobre a Apple, acaba de dizer que não para o ano, mas em 2021, a criadora dos iPhones vai lançar um modelo sem qualquer entrada. Nem uma. Nada.

Ou seja, sem a ficha Lightning que atualmente serve, por exemplo, para carregar a bateria dos telefones.

O modelo em causa, diz o analista, será o mais avançado e o objetivo da Apple é que os utilizadores tenham uma experiência "completamente sem-fios".

E como é que se carrega a bateria de um telefone assim? Provavelmente com bases compatíveis com a tecnologia Qi. Essas já existem. Os atuais iPhones até são compatíveis com elas: basta pousar o telefone e a bateria começa a carregar.

Mas o que isso quer dizer é que a Apple vai ter de vender uma dessas bases Qi com cada novo telefone. E que nos escritórios e por toda a parte, os carregadores de telemóveis vão tornar-se obsoletos e terão de começar a ser substituídos.

A confirmar-se, o iPhone 13 (chamemos-lhe assim) poderá ser dos primeiros telemóveis com esta aparência, mas o mais natural é que algum fabricante chinês pegue na ideia e se despache mais rapidamente que a marca norte-americana.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de