O Realme X2 Pro não é caro, mas vem recheado com especificações de topo 

É a Realme que, vinda quase do nada, está mais próxima de chegar ao final do ano com o título de smartphone com as melhores características e um preço que ninguém estava à espera.

Esta marca, por cá, é ainda relativamente desconhecida, mas pertence à Oppo, que é uma espécie de Xiaomi. Ou seja, uma marca barata que consegue vender os seus produtos a preços ainda mais baixos recorrendo a subsidiárias.

É dessa forma que o X2 Pro acaba de chegar à Europa, através da subsidiária Realme. É um smartphone carregado de especificações avançadas, mas com um preço que não ultrapassa os €500 na versão mais cara. É certo que é muito dinheiro, mas deixando o campo da fotografia de lado, alguns telefones que custam mais do que €1000 ficariam a ganhar se tivessem algumas das características presentes no Realme X2 Pro.

É o caso do ecrã, superAMOLED, com taxa de atualização de 90Hz. O mesmo se passa com o processador que é o Snapdragon 855+ da Qualcomm. Para além disso, tem 12GB de RAM e 256GB de armazenamento. É ainda constituido por uma bateria muito generosa, mas no campo da energia, o realce tem de ir para a tecnologia de carregamento rápido que é das, se não "a", mais avançada do mercado. É suposto carregar a bateria em meia hora. Toda!

Quanto às câmaras, os números são grandes, mas talvez - repito: talvez - esteja aqui o calcanhar de Aquíles deste equipamento: o sensor principal é de 64MP, tem ainda uma ultra grande angular e uma lente zoom, mas estes equipamentos de marcas chinesas "lowcost", não têm recebido muitos elogios pela qualidade das fotografias.

Por fim, os Realme X2 Pro têm uma outra coisa de que vale a pena falar. Têm versões menos caras e que também elas arrasam com a concorrência.

Assim, o que é:
- Realme X2 Pro 6GB RAM / 64GB ROM - €399
- Realme X2 Pro 8GB RAM / 128GB ROM - €449
- Realme X2 Pro 12GB RAM / 256GB ROM - €499

Não é todos os dias que se vêm preços assim em telemóveis com estas características.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados