Segundo ensaio do foguetão Starship SN9 acabou em explosão

Objetivo é que o Starship SN9 aterre na mesma posição em que se encontrava quando descolou.

O protótipo de foguetão Starship SN9, cuja forma se assemelha a uma bala, que pertence à SpaceX, explodiu durante o segundo ensaio, realizado terça-feira.

A companhia criada pelo filantropo Elon Musk, também fundador da empresa de automóveis elétricos Tesla, testou na terça-feira o último protótipo da Starship, em Boca Chica, no Texas, dois meses depois do primeiro teste.

Apesar das expectativas, o resultado foi o mesmo: o foguetão atingiu uma altitude de 10 quilómetros - um pouco menos do que no primeiro ensaio - e iniciou as manobras de regresso, mas não conseguiu endireitar-se atempadamente e explodiu quando embateu no solo.

Elon Musk e a equipa que trabalha nestes protótipos aeroespaciais pretendem que o foguetão aterre à posição em que se encontrava quando descolou.

"Só nos falta trabalhar na aterragem mais um pouco", disse o comentador dos lançamentos da SpaceX, John Inprucker, lembrando que "isto é apenas um teste".

Este ensaio durou cerca de seis minutos e meio.

Elon Musk está a desenvolver, em parceria com a Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA, na sigla inglesa), os protótipos dos foguetões que vão levar os primeiros humanos a Marte.

Este ensaio deveria ter ocorrido na última semana, mas a falta de aprovação da Administração Federal de Aviação impediu a descolagem

Esta agência federal alegou que a SpaceX não cumpria os requerimentos de segurança necessários para fazer o lançamento que ocorreu em 9 de dezembro e que tinha de o fazer para poder continuar os testes, o que acabou por suceder na terça-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de