Tesla passa a aceitar pagamentos em bitcoins

O anúncio foi feito pelo dono da empresa, o bilionário Elon Musk.

Elon Musk, o bilionário dono da Tesla, anunciou hoje que a fabricante de automóveis elétricos vai passar a aceitar pagamentos na criptomoeda "bitcoin", tornando-se numa das primeiras grandes empresas a fazê-lo.

Musk, que já havia anunciado em fevereiro a conversão em "bitcoin" de reservas da Tesla no valor de 1.500 milhões de dólares, adiantou através da rede social Twitter que os pagamentos futuramente recebidos em "bitcoin" serão retidos em formato digital e não convertidos em dólares.

A Tesla vai também associar-se à infraestrutura informática que serve de sistema de validação de transações de "bitcoin" a nível internacional, adiantou Musk.

Paralelamente, a Tesla lançou uma série de avisos em relação a estas transações em criptomoeda, cuja volatilidade tem sido elevada, nomeadamente que caso o cliente peça um reembolso, o valor devolvido pode ser "significativamente menor" do que o que pagou.

A própria flutuação recente do valor de "bitcoin" tem estado associado aos anúncios da Tesla, nomeadamente há duas semanas, quando caiu depois de Musk dizer que a criptomoeda poderia estar sobrevalorizada.

O investimento em bitcoins pela Tesla foi um dos fatores que levou criptomoeda a registar uma enorme valorização no mês de fevereiro.

Na semana passada, a Tesla comunicou à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos que o cargo de presidente executivo, ocupado por Musk, vai passar a denominar-se "Technoking" ("Rei Tecnológico").

O cargo de diretor financeiro da multinacional, ocupado por Zack Kirkhorn, também sofreu uma alteração e vai passar a denominar-se "Master of Coin" ("Mestre da Moeda").

Os dois nomes podem ser interpretados como uma referência à popular série Guerra dos Tronos, adaptação da saga escrita por George R. R. Martin.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de