Um smartphone flexível com capa protetora? É uma questão de engenharia

O ecrã do Huawei Mate Xs tem tanto de regalo para os olhos, como de castigador para qualquer conta bancária. Ainda bem que vem com proteção. Uma engenhoca que, bem vistas as coisas, até funciona.

O Mate Xs da Huawei é um telefone incrível. O único senão (para além do preço) é que não tem os serviços móveis da Google, mas disso já quase que nem vale a pena falar. E há formas de dar a volta.

Do que vale a pena falar é daquela tela incrível. É flexível e é um espanto para os olhos. Mas é também um motivo de grande preocupação para qualquer pessoa que tenha este telefone. Como ele tem um ecrã envolvente: à frente, atrás e num dos lados, a verdade é que não se pode poisa-lo em qualquer sítio. Há sempre que haver um estudo aprofundado da superfície onde o vamos deixar. Ou então bolso.

É por isso que é tão importante que a Huawei tenha concebido esta proteção. Trata-se de algo que à primeira vista apenas protege os lados do equipamento, mas dada a espessura da borracha, rapidamente se percebe que a sua finalidade não é só essa.

De facto, até pode ser que a sua função principal seja mesmo a de proteger o ecrã. Poisado numa mesa, com o apoio da borracha, o Mate Xs nem chega a tocar nessa superfície. Ou seja, é bem menor a probabilidade do ecrã sofrer algum risco.

Ainda bem, porque estar 24 horas por dia a ter imensos cuidados com um telemóvel de 2500 euros é o cabo dos trabalhos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de