Web Summit exige certificado de vacinação ou teste PCR negativo a participantes

O evento vai decorrer na Altice Arena, em Lisboa, entre 1 e 4 de novembro, depois de a edição de 2020 ter decorrido totalmente online.

Os participantes da Web Summit, que este ano volta ao formato presencial, vão ter de apresentar um certificado de vacinação ou um teste negativo à Covid-19, anunciou esta terça-feira a organização da cimeira tecnológica.

"A Web Summit anunciou que vão ser exigidos certificados de vacinação ou um teste negativo à Covid-19 para participar no primeiro evento presencial em dois anos", referiu esta terça-feira em comunicado a organização da cimeira tecnológica, assinalando que nas situações em que o certificado digital de vacinação não seja possível será exigido um teste PCR que se manterá válido por apenas 72 horas.

O evento vai decorrer na Altice Arena, em Lisboa, entre 1 e 4 de novembro, depois de a edição de 2020 ter decorrido de forma totalmente 'online'.

Antecipando que em novembro de 2021 poderá já não haver obrigatoriedade de uso de máscara em Portugal, a organização da Web Summit indica, contudo, que apoiará todos os participantes que pretendam usar máscara e promete também ir atualizando as informações sobre as medidas legais das autoridades portuguesas em relação à pandemia, nomeadamente sobre vacinação e uso de máscara.

Citado no comunicado, o presidente executivo e cofundador da Web Summit, Paddy Cosgrave, sublinha que "a saúde e segurança dos participantes" são a "prioridade número um" e que os produtores do evento têm reuniões regulares com as autoridades de saúde com o objetivo de adequar o evento às diretrizes sanitárias em vigor.

A comediante Amy Poehler, o presidente da Microsoft Brad Smith, a comissária europeia Margrethe Vestager e o jogador de futebol Gerard Pique irão juntar-se aos mais de mil oradores, as 1250 'startups', 1500 jornalistas e mais de 700 investidores, numa cimeira na qual serão discutidos temas como tecnologia e sociedade, entre outros, de acordo com a organização.

Entre os vários oradores está o responsável pela Alexa da Amazon, Tom Taylor, o jogador de futebol espanhol e campeão mundial Iker Casillas, a portuguesa Daniela Braga, fundadora da DefinedCrowd, que foi convidada para integrar a 'task-force' da Administração de Joe Biden para a estratégia da inteligência artificial, a presidente executiva da Ofcom, Melanie Dawes, entre outros.

O primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, integram a lista dos primeiros 150 oradores divulgados pela Web Summit.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de