Estado Islâmico reivindica atentados de Paris

O Estado Islâmico reivindicou, este sábado, em comunicado, os atentados terroristas em Paris. O presidente francês qualificou o ataque com "ato de guerra" e garantiu que a França dará uma resposta "impiedosa".

François Hollande, tinha já atribuído os ataques ao grupo extremista, que qualificou como um "ato de guerra" cometido por "um exército terrorista" contra a França.

François Hollande considera o ataque um "ato de guerra".

00:0000:00

Numa declaração ao país, o presidente francês afirmou que a "França foi agredida de forma cobarde, vergonhosa, grave e será impiedosa para com os bárbaros do DAESH. Agirá com todos os meios, no quadro da lei, em todos os terrenos internos e externos".

François Hollande diz que a França será "impiedosa" na resposta a este ataque.

00:0000:00

François Hollande decretou ainda três dias de luto nacional.

No último balanço de vítimas, os atentados de Paris causaram pelo menos 127 mortos e 180 feridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de