Portugal em estado de «prontidão» para retirar cidadãos portugueses

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu que Portugal está em estado de «prontidão» para retirar os cidadãos portugueses da Guiné-Bissau, caso seja necessário.

Paulo Portas deu essa garantia, esta tarde, perante os deputados da Comissão de Negócios Estrangeiros.

No entanto, o ministro sublinhou que ter forças em estado de prontidão para este efeito não é sinónimo de intervenção militar na Guiné-Bissau.

O governante garantiu ainda que a embaixada portuguesa na Guiné-Bissau está em contacto permanente com a comunidade portuguesa e, segundo as informações recolhidas, estão todos bem.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de