Primeiro-ministro guineense recebeu assistência médica, diz Cruz Vermelha

Em declarações à TSF, um responsável da Cruz Vermelha explicou que foi entregue medicação a Carlos Gomes Júnior durante uma «visita improvisada».

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, detido na sequência do golpe de Estado no país na quinta-feira, recebeu assistência médica no sábado por parte de uma equipa da Cruz Vermelha, adiantou um dos responsáveis da organização no Senegal.

Em declarações à TSF, Denes Benczedi explicou que Carlos Gomes Júnior recebeu medicamentos durante uma «visita improvisada» e não no âmbito de uma «vista clássica que demoraria mais tempo».

Este responsável adiantou ainda que os elementos da Cruz Vermelha na Guiné-Bissau mantiveram uma curta conversa com o chefe do governo guineense onde lhe foram dadas notícias sobre a sua família, estando a existir negociações para uma nova visita a Carlos Gomes Júnior.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de