Chelsea Manning detida por se recusar a prestar esclarecimentos sobre o Wikileaks

A ex-analista de Inteligência dos EUA foi responsável por passar informação altamente confidencial para o Wikileaks.

A ex-analista de Inteligência dos Estados Unidos, Chelsea Manning foi detida esta sexta-feira na sequência de uma ordem judicial. Um juíz federal de Alexandria, no estado norte-americano de Virginia entendeu que antiga militar desrespeitou o tribunal por se recusar a responder a um grande júri que investiga o portal Wikileaks.

De acordo com a Reuters, Chelsea Manning ainda evocou os direitos em tribunal, citando a Primeira, Quarta e Sexta Emenda da Constituição norte-americana, mas os argumentos não convenceram o magistrado.

Manning foi condenada em 2013 por espionagem e outros crimes por partilhar mais de 700 mil documentos, vídeos, telegramas diplomáticos ao Wikileaks, fundado por Julian Assange. Recorde-se que o ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, nos úlitmos dias no cargo, comutou os últimos 28 anos da sentença de 35 a que Manning foi condenada.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de