China condena a cinco anos de prisão fundador de site sobre direitos humanos

O ativista Liu Feiyue é acusado de "subversão contra o Estado".

Um tribunal chinês condenou esta terça-feira a cinco anos de prisão o ativista Liu Feiyue, fundador de um portal de notícias sobre direitos humanos, por "subversão contra o Estado", informou a organização Human Rights Watch (HRW).

Em comunicado, a HRW pediu às autoridades do país asiático que anulem a sentença e libertem Liu, "sem condições".

A acusação de "subversão contra o poder do Estado" é frequentemente usada pelas autoridades chinesas contra ativistas e dissidentes.

Liu fundou o portal Civil Rights & Livelihood Watch (CRLW) em 2006 e foi detido no final de 2016, na sua casa em Suizhou, centro da China, acusado de "receber ajudas do exterior" para "incitar à subversão".

Para além dos artigos que publicou naquele portal, Liu produziu relatórios anuais sobre violações dos direitos humanos na China, desde 2014 até ser preso.

"Perseguir o editor de um portal de defesa dos direitos humanos mostra como o Governo chinês teme que se denunciem abusos dentro da China", afirmou, em comunicado, Wang Yaqiu, pesquisador da HRW.

Wang classificou a decisão de "paródia judicial", que visa "assustar outras pessoas".

"Liu Feiyue e outros deram voz a muitas pessoas alvos de abusos pelas autoridades chinesas, o que revela que o Governo chinês ainda tem muito a esconder quando se trata de violações dos direitos humanos", acrescentou.

A mesma nota denunciou que foi negado a Liu o direito à assistência jurídica e outras infrações. As autoridades retiraram mesmo a licença de um dos advogados de Liu, Weng Donghai.

Liu era também acusado de "atacar o atual sistema político", "desfigurar o Governo chinês" e "divulgar informações prejudiciais ao poder do Estado e do sistema socialista".

O ativista tinha sido detido várias vezes, por curtos períodos de tempo, e quase sempre durante encontros importantes entre a elite do Partido Comunista Chinês ou cimeiras internacionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de