Cineasta ucraniano preso na Rússia vence Prémio Sakharov

Oleg Sentsov foi condenado a 20 anos de prisão, acusado pela Rússia de ter conspirado para atos terroristas na Crimeia.

O cineasta ucraniano Oleg Sentsov, que cumpre uma pena de 20 anos de prisão na Rússia após se ter oposto à anexação da Crimeia, é o vencedor do Prémio Sakharov 2018, anunciou o Parlamento Europeu (PE) em Estrasburgo.

Sentov foi o escolhido pela Conferência de Presidentes do PE numa lista que incluía também um grupo de organizações não-governamentais (ONG) que resgata migrantes no Mediterrâneo e o ativista político marroquino Nasser Zefzafi.

O galardão será atribuído a 12 de dezembro, durante a sessão plenária do Parlamento Europeu.

A oposição democrática na Venezuela foi a vencedora do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento em 2017.

Oleg Sentsov, de 42 anos, é um cineasta e escritor natural da Crimeia, que foi preso após a anexação do território pela Rússia. Foi acusado de conspirar para atos terroristas e condenado a 20 anos de prisão.

A 14 de maio deste ano, Sentsov entrou em greve de fome, em protesto contra a detenção de 65 presos políticos ucranianos na Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de