Comunicações restabelecidas, portugueses estão bem

De acordo com o Governo, não há indicação de portugueses com dificuldades nas ilhas de São Bartolomeu e São Martinho. Em Cuba, os portugueses já foram transferidos para zonas seguras.

Já foram restabelecidas as comunicações com as ilhas de São Bartolomeu e São Martinho, onde se encontravam vários portugueses.

Ouvido pela TSF, o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, adiantou que, até ao momento não houve qualquer pedido de ajuda por parte de cidadãos nacionais que se encontram nestas duas ilhas das Caraíbas. O Governo tem estado também em contacto com familiares destas pessoas e até agora as noticias que recebeu são positivas.

As atenções centram-se agora em Cuba, onde os efeitos do furacão Irma deverão começar a sentir-se ainda esta quinta-feira.

Perante a aproximação do furacão, Cuba declarou a fase de "alarme" na parte oriental e central do país, a terceira das quatro etapas decretadas em Cuba em caso de eventos ciclónicos e ativa-se 24 horas antes da chegada do fenómeno meteorológico.

As províncias de Guantánamo, Santiago de Cuba, Granma, Holguín, Las Tunas, Camagüey e Ciego de Ávila estão já em estado de "alarme"; ao passo que Sancti Spíritus, Cienfuegos, Matanzas e Villa-Clara, no centro da ilha,se encontram em estado de "alerta".

Segundo José Luís Carneiro, os portugueses que se encontravam em hotéis e nas zonas que podem ser afetadas pelo Irma já foram deslocados para zonas mais seguras.

O governante adiantou que foram recebidos cerca de 100 contactos no centro de emergência consular, oriundos portugueses que estão nas zonas afetadas ou dos seus familiares.

José Luís Carneiro voltou a apelar para que os portugueses que estão em zonas problemáticas que entrem em contacto com as autoridades portuguesas através do portal das comunidades portuguesas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de