Nasceu a "Integridade das Notícias"

Defesa jornalismo mobiliza empresários de tecnológicas, académicos e filantropos.

Vários líderes de empresas tecnológicas, académicos e filantropos lançaram uma iniciativa global para "avançar na alfabetização mediática, aumentar a confiança no jornalismo e melhorar a informação no discurso público".

A designada Iniciativa de Integridade nas Notícias (News Integrity Initiative) está financiada com 14 milhões de dólares (13,1 milhões de euros) por um consórcio de 25 organizações, anunciou, em comunicado, a Escola de Jornalismo da Universidade pública da cidade de Nova Iorque, que coordena o projeto.

Através do apoio à investigação aplicada ao jornalismo e da organização de eventos por especialistas do setor, esta iniciativa pretende "ajudar as pessoas a formarem opiniões fundadas em notícias que leem e partilham em linha", detalhou a instituição.

As organizações fundadoras do projeto são a Facebook, o Fundo Craig Newmark Philanthropic, a Fundação Ford, o Fundo Democracia, a Fundação John S. e James L. Knight, a Fundação Tow, a AppNexus, a Mozilla e a Betaworks.

Entre os participantes que contribuem com eventos ou investigações está a UNESCO, a Fundação Gabriel García Márquez para o Novo Jornalismo Ibero-Americano da Colômbia, a London School of Economics e o fundador de Wikipedia, Jimmy Wales.

Dan Gillmor, professor na Universidade Estadual do Arizona, assinalou que a criação do consórcio surgiu de uma reunião sobre alfabetização mediática entre a Facebook e esta instituição académica há um mês.

"O anúncio de hoje envia uma forte mensagem de que a alfabetização mediática é importante. Não podemos melhorar apenas a produção de notícias. Necessitamos de nos melhorar a nós próprios, ser melhores e mais ativos como utilizadores, consumidores e criadores de meios", declarou.

Por seu turno, a responsável da Facebook para as relações com os meios, Campbell Brown, destacou que o projeto querer oferecer à sociedade "as ferramentas necessárias para ser crítico com a informação que vem em linha".

Craig Newmark, fundador do portal Craigslist e do fundo filantrópico homónimo, sublinhou que "uma imprensa livre é o sistema imunitário da democracia", pelo que importa "defender os meios fiáveis e aprender a reconhecer as notícias enganadoras".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados