Chuvas torrenciais causam 16 mortos e mais de 100 mil pessoas retiradas na China

As equipas de resgate tiveram que usar barcos insufláveis para retirar milhares de estudantes de uma universidade nos subúrbios de Guilin, capital de Guangxi.

Pelo menos 16 pessoas morreram e 10 estão desaparecidas, enquanto mais de 100.000 foram retiradas de casa, após várias dias de chuvas torrenciais em diferentes regiões do centro e sul da China, noticiou a agência oficial Xinhua.

Os mortos e desaparecidos foram registados na região autónoma de Guangxi, sul da China, onde vários edifícios ruíram, segundo a Xinhua, que cita as autoridades locais.

As equipas de resgate tiveram que usar barcos insufláveis para retirar milhares de estudantes de uma universidade nos subúrbios de Guilin, capital de Guangxi.

Outras 10.000 pessoas foram retiradas da província de Sichuan, sudoeste do país, depois de inundações ocorridas em várias cidades.

Em Changsha, capital da província de Hunan, centro do país, as águas do rio Xiang, um afluente do Yangtse, alcançaram um nível recorde de quase 40 metros de profundidade.

Tempestades e chuvas torrenciais causam todos os anos, no verão, vítimas e destroços na China, sobretudo no sul e centro do país, devido a inundações, desmoronamentos e deslizamentos de terra.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de