Diagnosticado com cancro, o preso mais antigo de França vai para casa

Patrick Henry está há quase 40 anos na cadeia. Há quatro meses foi-lhe diagnosticado cancro, pelo que invocou o estado de saúde para poder sair da prisão. O promotor público aceitou.

Patrick Henry foi o preso mais famoso de França. Estrangulou uma criança de sete anos e foi condenado à guilhotina no final dos anos 70, estavam os defensores da abolição da pena de morte em luta. Patrick escapou por pouco e foi condenado a prisão perpétua.

Chegou a sair em liberdade condicional, mas voltou à prisão depois de a polícia o encontrar com quase dez qulos de cannabis em Espanha.

Agora, depois de quase quarenta anos atrás das grades, será libertado devido ao cancro que lhe foi diagnosticado em maio.

A invocação do estado de saúde no pedido de libertação foi aceite porque o advogado apresentou garantias de que Patrick Henry vai receber uma pensão e tem onde ficar.

"Ele conhece bem o ódio que está associado ao nome", afirma Martine ao Le Monde, uma amiga que sempre o visitou o condenado na cadeia.

Foi ela quem preparou e alugou um pequeno apartamento em Lille para Patrick Henry enfrentar a fatalidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de