Encontrados restos mortais do jornalista saudita morto na Turquia

O corpo de Jamal Khashoggi foi "cortado" e a cara "desfigurada".

Os restos mortais de Jamal Khashoggi, o jornalista saudita que morreu na Turquia, foram encontrados no jardim da casa do cônsul geral da Arábia Saudita, em Istambul, na Turquia.

A notícia é avançada pela Sky News , que cita fontes locais.

As mesmas fontes dizem que o corpo de Jamal Khashoggi foi "cortado" e a cara "desfigurada".

Jamal Khashoggi, de 60 anos, entrou no consulado da Arábia Saudita em Istambul, no dia 2 de outubro, para obter um documento para se casar com uma cidadã turca. Não voltou a ser visto.

A Arábia Saudita acabou por admitir, no último sábado, que o jornalista foi morto nas instalações do consulado saudita em Istambul, depois de, durante vários dias, as autoridades sauditas terem afirmado que Khashoggi saíra vivo do consulado.

Esta terça-feira o presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, afirmou que há fortes evidências de que o assassinato foi planeado com dias de antecedência por responsáveis sauditas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de