Estados Unidos reduzem quota de entrada de refugiados no país para 30 mil

Em outubro, o país tinha assumido o compromisso de aceitar a entrada de 45 mil pessoas.

O Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, anunciou esta segunda-feira que os Estados Unidos vão reduzir o limite máximo de entrada de refugiados no país em 30 mil.

Este limite compreende o ano fiscal de 2019 e representa uma redução significativa em relação ao número que tinha sido anunciado em outubro e que se situava nos 45 mil.

"Propusemos reposicionar o teto de entrada de refugiado em 30 mil, assim como processar mais de 280 mil pedidos de asilo", disse Pompeo no departamento de Estado, acrescentando que o sistema está "sobrecarregado" neste momento.

Apesar desta redução, Mike Pompeo diz, citado pelo Washington Post, que os Estados Unidos continuam a ser o pais "mais generoso do mundo" no que diz respeito à imigração com base em pedidos de proteção.

O ano fiscal nos Estados Unidos começa a 1 de outubro, terminando a 30 de setembro do ano seguinte.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados