Europa

Durão Barroso critica carta de líderes europeus

Durante o Conselho da Primavera dos 27, em Bruxelas, o presidente da Comissão Europeia até elogiou as propostas para o crescimento económico contidas na carta dos 12 líderes europeus, mas sublinhou que o documento se pauta pela ausência de preocupações sociais.

Perante os 27 chefes de estado ou de governo da União Europeia (UE), Durão Barroso afirmou estar «incomodado» por a carta do grupo dos 12, dirigida à UE e liderada pelo primeiro-ministro britânico, não fazer referência «à situação social» nem à «difícil situação em que inúmeros cidadãos nossos compatriotas se encontram».

PUB

David Cameron chegou a Bruxelas lembrando que a Grã-Bretanha, juntamente com outros 11 países europeus, definiu um conjunto de medidas, que a UE pode tomar para ajudar a impulsionar o crescimento.

O presidente da Comissão Europeia fez estas afirmações perante os 27, numa Cimeira que os líderes europeus queriam que tivesse um tom positivo e representasse um virar de página, mas que acabou por ficar manchada pelos números do desemprego, anunciados horas antes pelo Gabinete de Estatísticas da UE.