Espanha afinal não assume presidência do Eurojust

A Espanha afinal não vai assumir a presidência do Eurojust, como tinha sido avançado. A agência noticiosa espanhola EFE corrigiu a informação, explicando que trata-se da presidência da Conferência de Procuradores-Gerais e Fiscais da União Europeia.

Espanha vai assumir a presidência da Conferência de Procuradores-gerais e Fiscais da União Europeia, actualmente presidida pela República Checa, acordaram, esta sexta-feira, representantes de 25 Ministérios Públicos da União.
  
O fiscal geral do Estado espanhol, Cándido Conde-Pumpido, substituirá a sua homóloga checa, Renata Vesecka, eleita em Fevereiro passado em Paris.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de