aborto

França critica reforma do aborto em Espanha

A França diz que a aprovação da reforma do aborto em Espanha representa um retrocesso que não deve ser encarado apenas como um problema espanhol .

A Espanha aprovou, sexta-feira, uma contra-reformaque volta a penalizar a interrupção voluntária da gravidez.

A porta-voz do Governo francês e também ministra dos Direitos da mulheres confessou que ficou chocada com a reforma da lei do aborto em Espanha.

Najat Vallaud Belkacem revelou que, mal soube da notícia, fez chegar por escrito ao Governo Espanhol uma nota de profunda inquietação.

Entrevistada num programa de televisão, a porta-voz do executivo francês defendeu que a luta pelos direitos das mulheres não é matéria de um só país.

Neste caso, sublinhou a ministra, o retrocesso na lei do aborto não deve ser encarado como um problema espanhol.