Mais imigrantes ilegais desembarcam em Lampedusa

Mais de 200 imigrantes ilegais com origem na Tunísia chegaram hoje à pequena ilha italiana de Lampedusa, anunciaram as autoridades locais.

Uma embarcação com 210 pessoas a bordo aportou em Lampedusa pouco depois das 00:00, depois de no domingo terem desembarcado mais de 600 imigrantes, o que marcou o regresso dos desembarques de imigrantes ilegais na ilha de Lampedusa, após uma pausa de quatro dias.

Enquanto os desembarques estão a ser retomados, a retirada de imigrantes presentes na ilha italiana também recomeçou. Na madrugada de domingo, um navio militar deixou Lampedusa com cerca de 500 imigrantes a bordo.

Estas retiradas foram anunciadas na passada semana pelo primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, durante a sua visita à ilha para pedir à Tunísia que impeça os imigrantes de fugir e receba aqueles que já chegaram à Itália.

A Itália reiterou, no sábado à noite, que existe um acordo entre Roma e Tunes sobre o regresso de imigrantes da Tunísia, apesar do ministério dos Negócios Estrangeiros da Tunísia ter dito o contrário algumas horas antes.

Silvio Berlusconi visita hoje Tunes para tentar encontrar uma solução para o problema com as autoridades tunisinas.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de