Ferry embate num porto das ilhas Canárias e causa 13 feridos

As autoridades espanholas afirmaram este sábado que para além dos feridos, o acidente provocou um "derrame importante" de combustível.

Manolo Vidal, porta-voz da Naviera Armas, empresa proprietária do ferry, afirmou que "uma perda de eletricidade" repentina causou o acidente, quando o barco estava a deixar Puerta de la Luz, na ilha da Grande Canária, na sexta-feira à noite.

Os serviços de emergência adiantaram que dos 13 feridos, cinco precisaram de ser assistidos no hospital. A empresa explicou que o ferry - que fazia a rota Las Palmas de Grande Canária - Santa Cruz de Tenerife - conseguiu ancorar depois do acidente e que os passageiros foram transferidos para hotéis.

Em relação ao derrame de combustível, este está a escassos quilómetros da principal empresa dessalinadora que abastece de água potável a capital.

"O embate contra o pontão Nelson Mandela ocasionou a rotura de tubagens e um derrame para o mar, que obrigou a interrupção da atividade da dessalinadora", precisou o 112 das Canárias no Twitter.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados