Homem condenado a dois anos de prisão por apalpar mulheres na rua

Em Barcelona, um homem foi condenado a dois anos prisão por ter apalpado, na rua, o rabo a duas mulheres, uma é uma jovem de 15 anos. O juiz chamou-lhe "transtorno dissociativo, leve, de origem afetiva".

Madrugada, em Barcelona. Duas mulheres seguiam na rua, uma delas com 15 anos. De repente este homem, do qual só sabemos as iniciais do nome M.G.G., sem antecedentes criminais, acercou-se das duas mulheres, e num ápice, apalpou-lhes o rabo, como se pode ler no auto do juiz.

Neste ato, que os autos chamam de "transtorno dissociativo, leve, de origem afetiva", o homem teve tratamento.

A sentença do juiz invoca o artigo da lei espanhola, onde vem inscrito o crime de abuso sexual, que prevê uma pena de prisão de um a três anos, ou 18 a 24 meses de multa. E assim ficou sentenciado: a dois anos de prisão, um por cada mulher, e mil euros de multa para cada uma.

A acusação ainda interpôs recurso, alegando que a mulher, a jovem mulher de 15 anos, ficou, desde o ato, privada de gozar as férias, porque com medo de sair à rua, foi sempre acompanhada, mas como em setembro, passado o agosto, regressou à escola sem problemas, por isso não houve matéria para recurso.

A defesa pediu apenas um ano de prisão, por este homem ter cometido este ato uma primeira vez e, no fundo, o apalpão ter sido o mesmo, apesar de ser em duas nádegas em duas mulheres que seguiam na rua lado a lado. Mas o juiz manteve os dois anos de prisão e os dois mil euros de multa.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados