EUA

"El Chapo" considerado culpado de todas as acusações. Pode ser condenado a perpétua

Mexicano foi julgado em tribunal norte-americano depois de ter sido extraditado.

Joaquín "El Chapo" Guzmán foi considerado culpado por liderar o cartel de Sinaloa, o cartel mais famoso do mundo. O mexicano com ligações ao tráfico de droga chefiava um império de milhões de dólares.

PUB

"El Chapo", de 61 anos, enfrenta uma possível sentença de prisão perpétua, devido aos crimes de tráfico de droga, lavagem de dinheiro e de ter ordenado a morte de pelo menos 33 pessoas.

De acordo com a CNN, Guzmán foi o primeiro líder extraditado a chegar a julgamento, tendo em conta que todos os outros se haviam declarado culpados antes desta fase.

O julgamento de "El Chapo" contou com os depoimentos de mais de 50 testemunhas - incluindo 14 traficantes e sócios do cartel de Sinaloa - e deu a conhecer o cartel mais conhecido do mundo. A acusação tinha 300 mil páginas e perto de 117 mil registos áudio.

A história de Guzmán fica marcada por duas fugas de prisões mexicanas, a última em 2015 através de um túnel com um quilómetro e meio, antes de ter sido extraditado para os Estados Unidos em 2017.

Joaquín Guzmán é apontado como o maior traficante de droga a seguir a Pablo Escobar, responsável por 90% da cocaína e heroína que chegava aos Estados Unidos e Europa.

LEIA MAIS:

- "El Chapo": o maior narcotraficante desde Pablo Escobar começa a ser julgado

- 11 semanas de acusação, 30 minutos de defesa. Defesa do El Chapo chamou apenas uma testemunha

  COMENTÁRIOS