Internacional

Epidemia de gripe já matou mais de 1.100 pessoas em França

Mais de doze mil doentes com gripe recorreram aos serviços de urgência das principais cidades francesas na semana passada.

Mais de 1.100 pessoas já morreram devido à epidemia de gripe que está a atingir várias cidades francesas.

PUB

Segundo o jornal Le Figaro, que cita dados da agência de saúde pública de França, mais de doze mil doentes com gripe recorreram aos serviços de urgência semana passada, em todo o país. Desses, 1.823 foram hospitalizados, mais 70% em relação à semana anterior.

Os atingidos são sobretudo idosos com 75 anos ou mais (43%) e crianças menores de 5 anos (15%). Nos mais de dez mil lares de idosos (incluindo casas de repouso e unidades de cuidados de longa duração em hospitais), 160 surtos de infeções respiratórias agudas foram atribuídos à gripe.

Nas pessoas de risco, a eficácia da vacinação no país é, segundo as primeiras estimativas, "moderada" (59%) contra o vírus H1N1 e "fraca" (19%) contra o vírus o vírus H3N2.

Em Portugal, ao longo do mês de janeiro, foram internados 127 doentes por gripe. O "pico" de internamentos ocorreu no final da semana passada, com 52 doentes internados.

Filipa Almeida, responsável pela Comissão de Controlo de Infeção e Resistência dos Antibióticos, disse esta quarta-feira à agência Lusa que estão atualmente internados 41 doentes com gripe A e admite que "se as temperaturas não voltarem a diminuir", o número de doentes internados continuará a baixar.

  COMENTÁRIOS