Portal das Comunidades

Governo lança alerta para portugueses que estão ou vão estar em Moçambique

Alerta foi publicado no Portal da Comunidades do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros aconselha a quem está ou vai para Moçambique que evite a província de Cabo Delgado, no norte do país.

O alerta publicado no Portal das Comunidades recorda que esta região tem sido palco de ataques e incidentes graves, pelo que devem ser evitada.

"A instabilidade e insegurança verificadas na província impõem cuidados de segurança adicionais, recomendando-se que as deslocações se limitem ao imprescindível. Desaconselha-se a permanência nas áreas mais afetadas. Aconselha-se igualmente particular diligência no acompanhamento através dos meios de comunicação social da evolução da situação, devendo, em caso de dúvida, ser estabelecido um contacto com as entidades consulares", pode ler-se na nota escrita pelo Governo.

Os ataques "alegadamente praticados por um movimento insurgente de matriz islâmica" têm "impacto ao nível da segurança e ordem públicas, nomeadamente nos distritos de Mocímboa da Praia, Macomia, Palma, Nangade, Quissanga e Pemba".

Os movimentos radicais islâmicos começaram em Outubro do ano passado, tendo em conta os registos disponíveis, e, só desde o passado dia 27 de maio, já causaram cerca de 30 mortos.

A violência estará relacionada com o comércio ilegal de pedras preciosas, madeiras exóticas e a descoberta recente de jazidas de gás natural que serão as maiores do mundo naquela zona de Moçambique.

  COMENTÁRIOS