Internacional

Hamas apela a nova intifada contra Israel

O apelo foi lançado pelo líder do grupo palestiniano.

Menos de 24 horas depois de Donald Trump ter reconhecido Jerusalém como capital de Israel, Ismail Haniyeh, líder do Hamas, pede uma nova intifada contra "o inimigo sionista".

"Que o 8 de dezembro seja o primeiro dia da intifada contra o invasor", declarou Ismail Haniyeh.

O líder do Hamas acrescentou ainda que "o chamado acordo de paz foi enterrado de uma vez por toda".

De todo o mundo, chegaram críticas e sinais de preocupação, com a mudança de política dos Estados Unidos. Só Israel saudou a decisão de Donald Trump.

Para sexta-feira ficou marcada uma reunião de urgência do conselho de segurança das Nações Unidas.

Um encontro pedido por oito dos 15 membros do conselho de segurança, já depois de António Guterres, o secretário-geral da ONU, ter reiterado que a paz no Médio Oriente só será possível com dois estados, sendo Jerusalém a capital desses 2 estados, Israel e a Palestina.

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, de lançar o Médio Oriente para um "círculo de fogo" com a sua controversa decisão de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

  COMENTÁRIOS