migrações

Polícia Marítima portuguesa resgatou 27 migrantes na Grécia

A bordo de um bote seguiam 11 crianças, dez homens e seis mulheres.

A equipa da Polícia Marítima portuguesa em missão na ilha grega de Lesbos resgatou 27 migrantes afegãos, 11 dos quais crianças, que se encontravam num bote, anunciou esta terça-feira a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

PUB

"O bote foi detetado pela equipa da viatura de vigilância costeira da Polícia Marítima em frente ao Cabo Karokas, tendo sido intercetado pela embarcação da Polícia Marítima, que rebocou o bote para o porto de Skala Skamineas, onde os migrantes desembarcaram em segurança e foram entregues às autoridades gregas", refere a AMN em comunicado.

Segundo o documento, a bordo estavam 27 migrantes, dos quais 11 crianças, dez homens e seis mulheres.

A Polícia Marítima encontra-se integrada na operação Poseidon, sob égide da agência europeia Frontex e em apoio à guarda costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no combate ao crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda costeira europeia.

A Polícia Marítima continuará em missão até janeiro de 2020, tendo já salvo 1.762 vidas desde que iniciou esta missão na Grécia, em maio de 2017.

Desde 2014, quando iniciou a sua participação na missão Poseidon, a Polícia Marítima totaliza 4.918 vidas salvas.

  COMENTÁRIOS