Internacional

Morreu o comediante e ativista dos Direitos Humanos Dick Gregory

"A família agradece as demonstrações de pesar e solidariedade e solicita respeitosamente privacidade durante este momento difícil", pode ler-se numa nota, citada pela agência noticiosa Efe

O comediante e ativista dos Direitos Humanos Dick Gregory morreu no sábado à noite aos 84 anos, devido a uma insuficiência cardíaca, noticiaram os meios de comunicação.

"É com grande tristeza que a família Gregory confirma que seu pai, um comediante lendário e ativista de Direitos Humanos, Dick Gregory, morreu sábado à noite em Washington", anunciou o seu agente.

"A família agradece as demonstrações de pesar e solidariedade e solicita respeitosamente privacidade durante este momento difícil", acrescenta a mesma nota, citada pela agência noticiosa Efe.

"Ele ensinou-nos a rir, ensinou-nos a lutar, ensinou-nos como viver", afirma o reverendo Jesse Jackson na sua conta na rede social Twitter.

"Dick Gregory, um contador de verdades, um comediante que nos fazia cair de riso", disse a atriz Woophi Goldberg, que lembrou também a sua faceta reivindicativa.

A realizadora do filme "Selma", Ava DuVernay, citou um texto recente de Gregory sobre o seu 85.º aniversário, que se completaria a 12 de outubro.

"Eu sei que não vou estar aqui para sempre, nem quero. Eu vi progresso como a maioria não consegue apreciar, porque eles não estavam lá para dar testemunho", escreveu o ator na sua conta na rede social Instagram. Ava DuVernay afirmou: "Dick Gregory ensinou-nos e amou-nos. Obrigado Dick Gregory".

O ator Samuel L. Jackson afirmou, por seu turno: "Descansa em paz Dick Gregory, um general de cinco estrelas na guerra pelos Direitos Humanos! Estou feliz por ter estado no teu mundo".

  COMENTÁRIOS