navegação

Navio arde à deriva no Pacífico. Não tem tripulação, mas tem 3.500 veículos a bordo

Navio incendiou-se na véspera de Ano Novo e a tripulação foi obrigada a abandoná-lo. A bordo estão milhares de viaturas.

Foi atingido por um incêndio esta segunda-feira, tem 3.500 carros da Nissan a bordo e está à deriva sem tripulação. O Sincerity Ace é um navio com bandeira do Panamá destinado ao transporte de veículos que está, neste momento, à deriva no oceano Pacífico depois de se ter incendiado enquanto navegava entre o Japão e o Hawaii.

As buscas pelo único membro da tripulação, que continuava desaparecido, foram encerradas esta sexta-feira, sem sucesso, pela Guarda Costeira dos Estados Unidos. Ao todo, eram 21 os membros da tripulação, sendo que foram resgatados com sucesso apenas 16. Quatro dos restantes marinheiros estão localizados, mas ainda não responderam aos equipamentos salva-vidas.

"Terminados os registos por parte dos nossos aviões e embarcações comerciais, suspendemos as operações de busca", lê-se num comunicado do sub-oficial Dennis Vetrano, do Centro de Coordenação de Resgastes Conjuntos da Guarda Costeira de Honolulu. "Estendemos as nossas condolências às famílias e entes queridos dos membros da tripulação afetados por esta tragédia", acrescentou.

Apesar do encerramento das buscas, a empresa responsável pelo navio está a coordenar com outros navios mercantes o transporte dos tripulantes que foram resgatados com vida, tentando também recuperar os quatro que estão na água através de barcos contratados para o efeito, que devem chegar ao local nos próximos dias. Para já, o barco está à deriva, sem tripulantes, e continua a arder.

Com quase 200 metros de casco, o navio foi construído em 2009 e tem capacidade para 5.200 veículos, sendo propriedade da Shoei Kisen Kaisha e estando alugado à Mistui OSK Lines.

Os registos da viagem esclarecem que o barco partiu de Yokohama, no Japão, a 26 de dezembro de 2018, tendo como destino o porto de Honolulu, no Hawaii, ao qual deveria chegar a 5 de janeiro.

"Não temos informações acerca do estado dos veículos neste momento", declarou um porta-voz da Nissan aos media norte-americanos, endereçando também condolências aos familiares das vítimas do incêndio a bordo do Sincerity Ace.

Na vespéra de Ano Novo, o capitão do navio alertou para um incêndio a bordo numa altura em que a embarcação estava a 1.800 milhas náuticas (3.312 quilómetros) do noroeste do Hawaii, declarando que tinha a intenção de abandonar o barco.

  COMENTÁRIOS