Novo contratempo no resgate do pequeno Julen

Dificuldades técnicas atrasam última fase de resgate da criança desaparecida em Málaga. Equipas preferem não avançar já com previsões sobre duração da operação.

Esta terça-feira era o dia previsto para a construção manual de quatro metros de um túnel que iria permitir chegar ao poço, onde se crê poderá estar a criança de dois anos. Mas dificuldades técnicas obrigaram a um novo alargamento da cavidade, uma vez que os tubos poderiam acabar por obstruir o diâmetro atual da escavação.

Os técnicos, no local, preferem agora não avançar com uma estimativa do tempo que será necessário para concluir esta tarefa, que deveria demorar pelo menos 12 horas. Certo é que a complexidade da operação irá obrigar a um prolongamento.

Segundo o El País, o túnel vertical paralelo ao poço onde caiu Julen, há nove dias, alcançou os 60 metros de profundidade necessários para prosseguir o resgate. Durante a escavação, que levou três dias, apareceram materiais rochosos de difícil perfuração.

Julen Jimenez caiu, há uma semana, num poço com 107 metros de comprimento e 25 centímetros de diâmetro, em Málaga.

LEIA MAIS:

-Concluído o túnel de 60 metros para resgatar o menino que caiu ao poço. Mas ainda há trabalho pela frente

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de