Papa condena "ataques terroristas" injustificáveis

O Papa Francisco considera os ataques ocorridos no Sri Lanka "atos terroristas e desumanos". O último balanço aponta para 290 mortos e mais de 500 feridos.

Não podem ser justificados os "atos terroristas e desumanos" sofridos pelo Sri Lanka este domingo e que culminaram com a morte de 290 pessoas. É o que diz o líder do Vaticano, segundo noticia a agência Reuters.

É a segunda reação do Papa Francisco no seguimento dos ataques que vitimizaram muitos católicos durante a Páscoa, um dos eventos mais importantes para a religião que o pontífice representa.

Em discurso perante milhares de pessoas na praça de S. Pedro, devido à comemoração do feriado que se comemora esta segunda-feira em Itália, o Papa frisou que está perto dos católicos do Sri Lanka e que continua as preces por todos os que morreram e ficaram feridos nos ataques.

"Peço a todos que não hesitem em oferecer a esta nação querida toda a ajuda necessária. Espero que todas as pessoas condenem estes atos terroristas, que jamais poderão ser justificados", apelou Francisco.

LER MAIS:

- Saiba mais sobre os atentados no Sri Lanka

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de