Internacional

Pelo menos 150 pessoas desaparecidas em naufrágio no Congo

O naufrágio de uma embarcação num lago, situado no nordeste do país, levou ao desaparecimento de 150 pessoas. O Presidente do país já prometeu "punir os responsáveis."

O Presidente da República Democrática do Congo (RDCongo) afirmou, esta quarta-feira, que 150 pessoas foram dadas como desaparecidas na sequência do naufrágio de um barco no lago Kivu, no nordeste do país.

PUB

Numa publicação na sua conta de Twitter, o presidente Felix Tshisekedi anunciou que vai punir os responsáveis pelo naufrágio fatal.

A embarcação dirigia-se para o entreposto comercial de Goma quando naufragou, na segunda-feira. Muitas das vítimas seriam comerciantes que faziam aquela viagem semanalmente.

As autoridades recuperaram quatro corpos na terça-feira à noite e 35 pessoas foram salvas.

Delphin Birimbi, líder da sociedade civil em Mbinga disse à Rádio Okapi, apoiada pela ONU, que as autoridades devem intensificar a vigilância das embarcações que navegam sobrelotadas, o que contribui frequentemente para acidentes fatais.

  COMENTÁRIOS