França

Duas pessoas detidas por ligação aos atentados de Paris

Os suspeitos de terem fornecido as armas para os atentados de 13 de novembro de 2015 foram presos em Amesterdão.

A polícia holandesa deteve duas pessoas em Amesterdão na sequência de uma investigação sobre as origens das armas utilizadas nos atentados de 13 de novembro de 2015, em Paris, que provocaram 130 mortos, anunciou esta sexta-feira o Ministério Público.

PUB

"Numa investigação sobre a origem das armas usadas pelos terroristas do EI (Estado Islâmico) durante os ataques em Paris, em 2015, a polícia deteve dois homens em Amesterdão na terça-feira", explica o Ministério Público holandês, em comunicado.

Segundo esta fonte, os dois suspeitos, de 29 e 31 anos, estiveram alegadamente "implicados de uma maneira ou outra no fornecimento de armas" usadas para cometer os ataques.

Reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, os atentados de 13 de novembro de 2015, em Paris, provocaram 130 mortos e centenas de feridos.

O Ministério Público refere que "alguns membros da célula suicida 'jihadista' poderiam ter-se deslocado à Holanda em outubro de 2015 para recolher armas".

Uma investigação levada a cabo por uma equipa internacional de investigadores holandeses, belgas e franceses destacou esses elementos, acrescentou o Ministério Público.

Computadores, telefones, assim como documentos e outros suportes de dados foram apreendidos na casa dos dois homens.

O suspeito de 29 anos compareceu esta sexta-feira diante do juiz de instrução de Roterdão e será detido durante pelo menos duas semanas, altura em que a sua situação será novamente avaliada.

"A saúde do outro suspeito não permitiu que fosse detido. Como não havia outra possibilidade, o homem foi colocado em liberdade na quinta-feira, aguardando os resultados de uma investigação mais aprofundada", acrescentou o Ministério Público.

  COMENTÁRIOS