Resgate na Tailândia

Quem são os jovens que ficaram presos na gruta da Tailândia?

O mais novo tem 11 anos e o mais velho, o treinador, tem 25. Os jovens que estão presos há mais de duas semanas numa gruta mantêm a esperança e os sonhos.

O mundo tem os olhos postos no resgate dos 13 jovens que ficaram presos numa gruta em Chiang Rai, na Tailândia, depois de a terem ido explorar a seguir a um jogo de futebol a 23 de junho. Contamos-lhe agora quem são estes jogadores da equipa Wild Boars e o treinador que os levou até ali.

De acordo com a BBC , o rapaz mais novo chama-se ​​​​​​​Chanin Vibulrungruang. Tem 11 anose começou a jogar futebol aos sete anos antes de entrar para o clube da escola que frequentava. Mais tarde foi convidado para se juntar aos Wild Boars.

Mais velho e mais forte é Panumas Sangdee,de 13 anos,que o treinador principalNopparat Kantawong descreve como sendo ágil apesar de ser maior do que as outras crianças da mesma idade. Como é o caso de Duganpet Promtep, o capitão da equipa, também com 13 anos. Conhecido por Dom, o jovem, é descrito como um líder motivador e respeitado pela equipa.

"Uma criança muito respeitadora e bondosa". É assim que é descrito o jovem Mongkol Booneiam, de 12 ou 13 anos, também conhecido por Mark.

Dentro da gruta há um jovem que quer ser jogador de futebol da seleção tailandesa. Chama-se Somepong Jaiwong, tem 13 anos, e o seu professor Manutsanun Kuntun descreve-o como uma criança alegre que "gosta de futebol e de todos os desportos". Com 15 anos, Prajak Sutham é descrito como um jovem tranquilo e inteligente.

Outro dos jovens, Adul Sam-on, de 14 anos, nasceu em Wa State, um estado autónomo de Myanmar, e deixou a família para trás para obter uma educação melhor na Tailândia. Já de Nattawut Takamrong, da mesma idade, a BBC apenas refere que o jovem escreveu numa carta enviada aos pais para não se preocuparem com ele.

Peerapat Sompiangjai é o mais velho dos jogadores. Tem 17 anos e ficou preso na gruta na noite do seu aniversário.

Apesar da situação difícil e incerta que os jovens vivem há mais de duas semanas, as mensagens que enviam para o exterior mostram esperança. Pornchai Kamluang, de 16 anos, diz aos pais que não se preocupem, porque "está muito feliz". Pipat Pho, de 15, escreve que quer ir a um churrasco tailandês quando sair da gruta. E Ekarat Wongsukchan, de 14, prometeu ajudar a mãe na loja em que trabalha quando for resgatado.

O treinador assistente que levou os jovens até à gruta

O único adulto preso na gruta é Ekapol Chantawong, o treinador assistente de 25 anos, que levou os jovens a visitar a gruta. Ekapol é um antigo monge budista que terá, de acordo com algumas publicações, ensinado os jovens a meditar para se acalmarem.

Na carta enviada aos pais dos jogadores, o treinador pediu desculpas aos pais por levar os rapazes para a gruta e prometeu cuidar deles da melhor forma possível.

Acompanhe aqui os desenvolvimentos do resgate na Tailândia.

  COMENTÁRIOS