Acontece no Brasil

Vendiam Ovos de Páscoa... com canábis lá dentro

Polícia desmascara fábrica de chocolate - e não só - e descobre até caderno com receitas do tipo "10 ovos, 500 gramas de chocolate granulado, 50 gramas de canábis".

Três homens e uma mulher decidiram empreender: montaram uma marca de fabrico de chocolates, cujo principal produto eram os Ovos de Páscoa, e comercializavam-nos através das redes sociais e da internet.

Logo ganharam uma clientela especializada e fiel. Muito especializada e muito fiel.

Os ovos, quando abertos, continham maconha (ou seja, canábis), com direito a um baseado (o termo brasileiro para charro) já enrolado lá dentro como brinde.

Segundo os agentes da polícia que investigaram durante 45 dias e descobriram os três "empreendedores", este tipo de operação não é tão original como se pensa. Há mesmo um mercado paralelo de ovos da Páscoa com estupefacientes no Brasil.

Ao desmascarar o esquema criminoso - criminoso, porque o consumo e tráfico de canábis é criminalizado no Brasil - os polícias encontraram na sede da empresa, em Gravataí, no Rio Grande do Sul, além de doses generosas de chocolate e de maconha, uns cadernos de receitas, a lembrar aqueles dos tempos das nossas avós, com indicações do tipo "coloque 10 ovos, acrescente 500 gramas de chocolate granulado, leite condensado a gosto e inclua ainda 40 gramas de maconha".

O correspondente da TSF no Brasil, João Almeida Moreira, assina todas as quintas-feiras no site da TSF a crónica Acontece no Brasil.

  COMENTÁRIOS