Internacional

Vive la "Frnace"?!? Nem tudo correu bem nas celebrações do Dia de França

Troca nas cores bandeira francesa? Sim, houve. Acidentes durante o desfile? Também, com duas motas. Terão sido os nervos devido ao jogo da final do Mundial de Futebol com a Croácia? Talvez, não se sabe.

É a 14 de julho que os franceses assinalam a tomada da Bastilha e o seu dia nacional. É journée de festa e os gauleses têm a tradição de usar o dia para celebrar a amizade com outros países convidando os seus representantes a estarem presentes. Desta vez, os agraciados foram o Japão e Singapura, e estava tudo a correr bem.

Ou melhor, estava tudo a correr mais ou menos bem, já que Shinzo Abe, o primeiro-ministro do Japão, à última hora cancelou a presença. Mas tirando isso, estava tudo a correr muitíssimo bem.

Até que os aviões sobrevoam o Arco do Triunfo. Aí deu asneira.

A que país pertence aquela bandeira? Je ne sais pas.

Mas no Twitter há quem saiba.

A polémica estalou, mas não ficou por muito tempo, até porque há mais em que pensar. O jogo de amanhã, por exemplo. E no Twitter a brincadeira com as bandeiras seguiu por outro caminho.

Orgulho restabelecido, o país novamente atento ao desfile e.... vrooom vrooom! Que barulho é este? Quem vem lá? Ils sont les Hells Angels? Não eram. Eram os motards da polícia. A demonstração até estava bem ensaiada, mas infelizmente, nem tudo correu como nos ensaios.

Felizmente, desta vez, não houve feridos.

Desta vez, não foi como em 2012, quando um paraquedista partiu uma perna quando aterrava na Praça da Concórdia.

Desta vez, também não houve este momento que toda a gente apreciou, menos Donald Trump.

  COMENTÁRIOS