Israel lança "ataque de larga escala" na Faixa de Gaza

Aviões, tanques e artilharia pesada varreram a Faixa de Gaza num ataque de larga escala contra o Hamas.

Pelo menos quatro palestinianos morreram esta sexta-feira na sequência de bombardeamentos na Faixa de Gaza desencadeados pelo exército israelita e um soldado israelita morreu alvo de disparos.

Segundo a Reuters, o exército israelita indicou que aviões e tanques israelitas bombardearam "alvos militares em toda a Faixa de Gaza" em resposta a "disparos" dirigidos contras as tropas judaicas perto da fronteira, numa operação "de larga escala contra o Hamas".

Desde 30 de março que os palestinianos protestam regularmente no setor fronteiriço para denunciar o bloqueio imposto em Gaza e exigir o regresso dos refugiados palestinianos expulsos ou que fugiram das suas terras em 1948, no decurso da formação do Estado de Israel.

A partir de Gaza, grupos de palestinianos enviam papagaios e balões incendiários para o território israelita.

O enviado especial da ONU para o Médio Oriente, Nickolay Mladenov, pediu a Israel e ao Hamas que "se afastem da fronteira" e já.

"Aqueles que querem provocar uma guerra entre palestinos e israelitas não devem conseguir", escreveu no Twitter.

Várias horas depois do início desta ofensiva, Israel e o Hamas acordaram um cessar-fogo.

Em comunicado, o porta-voz do Hamas, Fawzi Barhoum, atribuiu o fim da escalada de violência aos esforços do Egito e das Nações Unidas.

Mais de 100 palestinianos já foram mortos desde o início destes protestos.

[Notícia atualizada às 00h40 de dia 21]

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados