Istambul: homem agride mulher em autocarro por usar calções demasiado curtos

"Os calções que ela estava a usar não são apropriados, foi por isso que fiquei zangado e agi assim", terá dito à polícia o atacante, segundo a agência de notícias Dogan.

A polícia turca deteve no sábado um homem acusado de pontapear e agredir uma mulher por usar calções demasiado curtos num autocarro em Istambul, noticiam hoje os meios de comunicação locais.

Os relatos dão conta da detenção do suspeito em Uskudar, um distrito na zona asiática da cidade, segundo a agência noticiosa local privada Dogan.

Gritando "quem usa calções deve morrer", o suspeito atacou a mulher, que é enfermeira, pontapeando na cara, segundo as notícias que estão a ser difundidas, e dão conta de que o homem terá confessado que ficou perturbado pelas roupas que a mulher usava.

O homem, que trabalha como segurança numa empresa, tinha sido diagnosticado com uma "depressão maníaca", acrescentou a mesma fonte.

Muitas ativistas dos direitos femininos têm expressado uma preocupação crescente com a extensão da violência contra as mulheres, com centenas a serem mortas todos os anos, frequentemente pelos maridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de