Maduro apela à revolta do Povo

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, quer uma rebelião dos trabalhadores e uma greve geral por tempo indeterminado se a oposição chegar ao poder.

No discurso do 1º de Maio, Maduro, pediu aos manifestantes um juramento de fidelidade e colocou uma questão: "Vocês vão permitir que derrubem o governo bolivariano de Nicolas Maduro? Esse é o objetivo da guerra económica, colocar um governo a soldo do imperialismo e da oligarquia, por isso convidei-vos hoje para esta ação de reafirmação do poder da classe operária".

Nicolas Maduro pede aliança com classe operária

00:0000:00

Para Maduro , "se a oligarquia, algum dia, disser algo contra mim e conseguir tomar este palácio, por uma via ou por outra, ordeno-vos - a vocês, homens da classe operária - a declararem-se em rebelião, a fazer uma greve geral indefinida, até conseguir a vitória".

"Juro, pelo futuro da pátria venezuelana, que não darei descanso aos meus braços, nem repouso à minha alma, até que faça a revolução bolivariana vencer os novos desafios. Juro pela máxima união da classe obreira. Juro conseguir a máxima união cívico-militar. Juro que se o imperialismo arremeter contra o povo irei a rebelião popular. Juro pela pátria, por Chávez", disse o presidente da Venezuela.

Maduro avisou ainda os empresários que se paralisarem o funcionamento da indústria "vão ser castigados", sublinhando que que a classe operária "tomará" as empresas que o fizerem.

Sobre a recolha de assinaturas iniciada pela oposição para fazer revogar o seu mandato, o governante explicou que "o referendo é uma opção, não uma obrigação", e insistiu que verificará, uma a uma, todas as assinaturas dos eleitores que solicitaram essa iniciativa.

A oposição confirmou hoje ter recolhido mais de 2,5 milhões de assinaturas para solicitar a realização de um referendo revogatório do mandado do Presidente.

Segundo o Conselho Nacional Eleitoral, para iniciar a convocatória a oposição deveria recolher as assinaturas de 1% dos inscritos no Registo Eleitoral de todo o país, distribuídos por entidade federal, para um total de 197.798 eleitores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de