Maduro quer dar "lição histórica" ao mundo e "derrotar golpistas e traidores"

Maduro defendeu, num discurso transmitido na rádio e na televisão nacionais, que chegou a hora de dar uma lição ao mundo.

Nicolás Maduro começou o dia a apelar às Forças Armadas para combaterem os "golpistas". Perante os militares, no Forte Tiuna, uma das principais instalações do exército da Venezuela, o Presidente quis mostrar que continua com a lealdade das Forças Armadas.

Maduro defendeu, num discurso transmitido na rádio e na televisão nacionais, que chegou a hora de dar uma lição ao mundo.

"Perante o mundo e perante o nosso povo, esta força nacional bolivariana tem de dar uma lição histórica neste momento. E assim, soldados da pátria, chegou a hora de combater, chegou a hora de dar um exemplo à História e ao mundo e dizer: Na Venezuela há uma força armada nacional bolivariana consequente, leal, comprometida e unida como nunca antes, derrotando golpistas e traidores que se rendem aos valores de Washington, os traidores... sim, os traidores, lamentavelmente, dolorosamente, mas assim é a História!"

LEIA TUDO SOBRE A TENSÃO NA VENEZUELA AQUI

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de